3 ciclistas morreram hoje no Brasil

 

Sabe aquelas coisas que te deixam com o coração na mão? Pois é, isso me dá até vontade de chorar! É fácil se colocar na pele deles, eu ando de bike, luto com uns carros, busco meu espaço e sigo me transportando por aí de bicicleta. Cada vez que eu leio uma notícia como essas, penso, a próxima pode ser eu:

Ciclista morre atropelada na Paulista

Ciclista morre atropelado em Belém

Ciclista é atropelado por ônibus e morre em Brasília

Aqui em Florianópolis em 2 meses morreram dois ciclistas. Crimes que continuam impunes, pois rua não é lugar de bicicleta, rua é para carros, pessoas e ciclistas que se virem.

Iniciativas livres vêm sendo organizadas por ciclistas para reconquistar o espaço público que é a Rua, hoje, tomada por veículos automotivos “velozes e furiosos”.

Uma delas foi o Fórum Mundial da Bicicleta em Porto Alegre, depois do Carnaval. A indignação da Massa Crítica pós atropelamento de 17 ciclistas durante uma bicicletada levou os ativistas a organização deste evento. O atropelamento ocorreu em uma Bicicletada, evento que ocorre em toda última sexta feira do mês, em todo o mundo. O incidente acabou por aumentar o número de cicloativistas de Porto Alegre – RS. A pressa é inimiga da perfeição.

Outra forma de manifestar é participar da bicicletada.

Dia 06 de março, o Brasil inteiro vai voltar a protestar.

Brasília: 19h, Praça das Bicicletas (Museu Nacional)
Curitiba: 19h, Pátio da Reitoria (UFPR) Amintas de Barros (entre Dr. Faivre e Gen. Carneiro),
Florianópolis: 19h, Skate Park Trindade (em frente ao Iguatemi)
Porto Alegre: 19h, Largo Zumbi dos Palmares (EPATUR)
Rio de Janeiro: 19h, na Cinelândia (em frente ao Cine Odeon)
São Paulo: 19h, pça do ciclista (av. Paulista X rua da Consolação)

 

Vamos lá pessoal!!!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *