Malandro é malandro, mané é mané

54511.jpeg

Bezerra da Silva era o cara, esses dias fui dar uma cagadinha e achei na estante das velharias uma revista do “Casseta e Planeta”(que nessa época ainda era engraçados) de 1994, com uma entrevista do Bezerra.

Como não encontrei uma entrevista legal procurando por “entrevista bezerra da silva” no Google, resolvi violar alguns direitos autorais e digitalizar a revista, taí:

Entrevista com bezerra parte 1

parte 2

parte3

parte 4

parte 5

Abaixo, no YouTube um curta de 2001 chamado “Onde a coruja dorme” sobre Bezerra e seus compositores (boa parte das músicas que ele cantava eram compostas por outros músicos do morro):

Onde a coruja dorme, parte 1.

Onde a coruja dorme, parte 2.

3 comentários em “Malandro é malandro, mané é mané

  1. Parabéns por esta relíquia… Bezerra é cultura, é história, é relíquia. Eu particularmente tenho um carinho especial. Na minha infância, passeava com meu avô em seu Maverick marrom metálico (cuidava como se fosse um filho) e sempre no rádio tinha uma fita K7 do Bezerra. Meu avô tinha várias delas espalhadas pelo carro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *