O país da paz e amor

Dep. Welinton Prado – PMB – MG “O Brasil está dividido, criou-se um clima de ódio e intolerância que não é próprio do nosso país.

Esse discurso de uma país que está “dividido” e que a nossa cultura é de alguma forma “tolerante” é de uma hipocrisia absurda.

Para lembrar o nobre deputado, nesses 500 anos, o Estado e as elites que sempre o controlaram foram responsáveis pelos seguintes “atos de bondade e tolerância”:

– Extermínio em massa da população indígena.
– Escravidão, onde fomos o último país da America a abolir
– Balaiada, Sabinada e Cabanagem revoltas populares contra a monarquia, esmagadas pelo exército
– Guerra dos Farrapos
– Guerra do Paraguai, onde junto com a Argentina exterminamos 75% da população daquele país
– Revolta federalista, onde Florianópolis ganhou esse nome em “homenagem” ao sanguinário Floriano Peixoto
– Canudos e Contestado, com o povo pobre esmagado pelo Estado
– Duas ditaduras (uma de Getúlio e outra dos milicos)
– Carandiru (presos assassinados)
– Massacre da Candelária (meninos de rua assassinados)
– Massacre de Osasco (20 mortos por esquadrão da morte da PM)
– Cláudias, Amarildos e tantos outros que engrossam a lista de assassinados pela policia
– Eldorado dos Carajás, com 19 sem-terra assassinados, que está completando 20 anos no dia de hoje. Poucos dias após 2 sem-terra terem sido mortos pela policia em Quedas do Iguaçu – PR

Mesmo assim, basta estar em qualquer almoço de família, ou ver alguns comentários de “cidadãos de bem” apoiando o tipo de atrocidade que listei acima, destilando preconceito contra aqueles que só levaram porrada do estado nesses últimos 500 anos, e que por breves 13 anos de governo popular, tiveram algumas migalhas em comparação com tudo o que esse país lhes deve.

É por isso que eu digo que a classe média da qual faço parte nunca entendeu o que é social-democracia, muito menos entendeu o quanto o PT ajuda a equilibrar as coisas. Por que o PT representava uma conciliação entre os mais pobres e o sistema. Sem perspectiva de conciliação o que vai restar para aqueles que vivem a margem do sistema?

Se esse governo cair, e essa corja assumir, eu torço mesmo é pro circo pegar fogo e assistir essa classe média escrota apavorada arrependida de ter derrubado esse governo do poder. Por que muita gente que melhorou de vida nesses 13 anos não vai aceitar calada a retirada dos seus direitos.

E não vai ser com panela e bandeirinha do brasil que eles vão protestar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *