O Plano Diretor “Participativo” de Florianópolis

Nessa quinta-feira, dia 18 de março, moradores de várias comunidades de
Florianópolis, entidades comunitárias e dos trabalhadores ocuparam as
dependências do Teatro Álvaro de Carvalho interrompendo a audiência
pública onde a prefeitura apresentaria o plano diretor da cidade produzido
pelo Instituto argentino CEPA.

A ocupação foi motivada pelo desrespeito da prefeitura com as diretrizes
produzidas pelas comunidades ao longo dos 4 anos do processo do plano
diretor participativo onde as comunidades opinaram e deliberaram seus
anseios sobre a organização e crescimento da capital catarinense.

As comunidades denunciam os riscos ambientais e a segregação
sócio-espacial do plano diretor proposto pela prefeitura que deverá ser
encaminhado para votação câmara dos vereadores dia 30 de março.

As entidades comunitárias de Florianópolis convocam a todos os moradores
de Florianópolis nos dias 23 de março, durante a seção solene da câmara
dos vereadores a ser realizada na assembléia legislativa em comemoração ao
aniversário da cidade as 20h e no dia 30 de março, entrega do plano
diretor na câmara dos vereadores, para realização de protestos em repúdio
ao plano diretor da prefeitura.

Leia mais: Um plano do povo
http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2010/03/467906.shtml

Fotos I: Relato Fotográfico da Audiência Pública do Plano Diretor
Participativo
http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2010/03/467970.shtml

Fotos II: [Floripa] Relato Fotográfico da Audiência Pública do Plano
Diretor II
http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2010/03/467976.shtml

Fonte: http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2010/03/467968.shtml

FOI NO VELHO TAC

Lá no velho teatro

Todo belo e reformado.

Assembléia um imperativo

Na defesa do ativo.

Vi o povo se mexendo

Com toda aquela bravura.

O que é nosso já defendendo

Ousadia da estrutura.

Era a ilha em polvorosa

Com o seu povo na rua.

Salvando esta bela rosa

Mostrando sua cultura.

Um grito contra o poder

Logo mesmo sabendo.

O que o povo está a querer

Com o poder logo mexendo.

Esta ilha já é um barco

Muito preste a adernar.

Com mais prédios e barracos

Um dia vai mesmo afundar.

Se mobilidade e vida

Neste mar a navegar.

Administração pervertida

Quem ela vai comandar.

São José/SC, 8 de março de 2010.

Autor: mosnyoiram@mail.com

www.mario.poetasadvogados.com.br

www.poetasadvogados.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *