Como não funciona, a justiça no Brasil

“Metade da população carcerária brasileira, de acordo com números oficiais do ministério da Justiça, espera decisão semelhante àquela que o banqueiro Daniel Dantas recebeu do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes. Do total de 422.373 presos em todo o País, mais de 211 mil estão em situação provisória – ainda sem condenação – e poderiam aguardar o julgamento em liberdade, como ocorrerá com Dantas.”

Fonte: Terra Magazine

Um comentário em “Como não funciona, a justiça no Brasil

  1. Se pelo menos os prazos desse caso do julgamento do habeas corpus do banqueiro fossem semelhantes para os outros acusados… já seria um grande adianto. Até agora estou tentando entender como alguns chegam tão rapidamente a última instância do judiciário… Enquanto isso, nos presídios pode demorar vários dias para um prisioneiro não rico ser solto depois de absolvido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *