JBS: Agro é Tech, Agro é Pop, Agro é falcatrua da grossa

A JBS (Dona das marcas Friboi, Sadia e Perdigão) passou anos recebendo pesados investimentos do BNDES, dinheiro público do nosso bolso. Passou anos corrompendo agentes do Estado, comprando leis em beneficio próprio em troca de propina e financiamento de campanhas (de todos os grandes partidos). Lucrou muito com o desmatamento para criação de gado, com o latifúndio e todos os problemas que este modelo de exploração traz para o país.

Quarta entregou uma bomba que explode o Brasil, criando instabilidade política e econômica. Mas antes disso comprou muitos dólares, pois sabia que a moeda iria subir no outro dia.

A empresa simplesmente LUCROU especulando sobre o desastre que iria causar. Seus donos não sofrerão punição alguma, pois o acordo de delação premiada (e põe premiada nisso) os isenta de qualquer punição. No outro dia estavam em Nova York, negociando a abertura de capitais, a criação da “JBS Foods International” e transferência da sua sede para a Holanda.

E ainda chamam isso de Justiça? Esse é o saldo da criação das “campeãs nacionais” por parte dos sucessivos governos do PT? Esse é o tipo de acordo lesa pátria que o nosso sacrossanto Judiciário faz?

Num país sério esses malucos tavam sendo julgados por traição a pátria, com bens confiscados e qualquer operação de transferência de capitais congelada. Mas tão lá de boas em Nova York, curtindo uma champagne e vendo o circo pegar fogo, bem ao gosto da nossa “burguesia nacional” que de nacional não tem nada.

Detalhe: Fernando Meirelles, atual ministro da economia e figura de destaque em vários governos foi membro do conselho de administração da JBS.

Agro é Tech, Agro é Pop, Agro é falcatrua da grossa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *