Um raio de luz pela janela: É hora de barrar os retrocessos contra os direitos e ampliar as fissuras no sistema

Existem mil e uma teorias por aí que tentam explicar a razão de terem jogado Temer para as piranhas. Acho que as coisas são mais complexas e nem tudo pode ser reduzido a um plano maquiavélico que está sendo seguido. O fato é que foi aberta uma possibilidade de mudanças e que não existe vácuo de poder.

É uma oportunidade de ouro para exigir:
1) Barrar as reformas trabalhista e da previdência.
2) Anulação da PEC do teto de gastos públicos e reforma do ensino médio.
3) Reforma política via assembleia constituinte exclusiva, com ampla participação popular.
4) Eleições Gerais Diretas Já!

Este governo e congresso podres não tem legitimidade alguma para aprovar reformas deste tipo (1 e 2) que terão impacto por décadas. Ainda mais sem nenhum debate democrático com a sociedade.
Além disso, se tem uma coisa que a Lava a Jato mostrou (apesar da partidarização e abusos de poder), é que o sistema politico é podre e totalmente atrelado ao poder econômico de grandes empresas. Se não mudarem as regras de nada adiantam eleições, melhor trocar partidos por setores da economia e candidatos por empresas nas urnas eletrônicas que fica pelo menos mais sincero.

E nesta briga não tenho fé alguma nas Instituições do Estado. O Judiciário e seus santos de toga não me seduzem, muito menos a grande imprensa, este quarto poder que até ontem apoiava Temer para rifar nossos direitos.

Minha fé é nas ruas, no partido do povo e na bancada da barricada na luta pela ampliação dos direitos sociais e participação direta da população na política. E desta vez não vamos cair na armadilha de 2013, a luta tem que ter foco para não termos nossas pautas capturadas pela imprensa ou pela burocracia da esquerda eleitoreira.

#ForaTemer #NenhumDireitoAMenos #ReformaPoliticaJa #PoderPopular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *